A cirurgia de tratamento do câncer de mama, seja a mastectomia (retirada completa) ou a cirurgia conservadora (retirada parcial) é um processo que afeta diretamente a autoestima da mulher. Por isso, a reconstrução mamária é um procedimento importante e que atualmente faz parte do tratamento. ⁣ 

As mulheres que estão pensando em fazer a cirurgia de reconstrução mamária devem discutir com seu mastologista e com o cirurgião plástico antes da mastectomia ou da cirurgia conservadora que será realizada. Isso possibilitará que a equipe cirúrgica planeje as melhores opções de tratamento para seu caso, mesmo que decidam fazer a reconstrução mais tarde. 

As mulheres podem optar pela reconstrução mamária por muitas razões, dentre elas: 

– Para se sentirem mais felizes com seus corpos e em relação a si mesmas;

– Para que suas mamas pareçam mais simétricas quando estiver usando um sutiã ou um maiô;

– Para usar suas roupas novamente; 

– Para não precisar mais usar próteses externas. 

A reconstrução da mama após a mastectomia recupera a autoestima e renova a autoconfiança da mulher.

Desde 2013, pela Lei 12.802/2013, a paciente tem o direito de realizar o procedimento por meio do SUS ou plano de saúde, imediatamente após a retirada do tumor, casa haja condições clínicas que permitam a cirurgia. ⁣ ⁣

A legislação também garante a cirurgia da outra mama para simetrização e de reconstrução do complexo aréolo-mamilar.⁣ ⁣ Existem diversas técnicas para reconstrução das mamas. O tipo de cirurgia irá depender de cada paciente, considerando tamanho do tumor, extensão da área retirada, biotipo da mulher, formato das mamas etc. ⁣ 

Autoestima, bem estar e sexualidade também devem ser considerados no tratamento!

Adicionar comentário

Cariri Inovação © 2022 All rights reserved.

×

Powered by WhatsApp Chat

× WhatsApp